Ela, publicitária

Os clientes fazem a festa – e o marketing

Posted on: 09/02/2011

As empresas encontraram uma nova maneira de divulgar seus produtos, de forma barata (ou pelo menos bem mais barata do que utilizar os meios de comunicação comuns) e fácil: dando brindes, “fazendo” festas e gerando boca-a-boca. Tá, mas o que tem de novo aí? A estratégia é chamada de “encontros residenciais”, e é consagrada na Europa e nos Estados há gerações.

O que são:
algumas empresas se especializaram nesse tipo de festas, como a “House Party”, dos Estados Unidos.  Consumidores chamam a empresa especiliazadas nessas confraternizações dizendo que querem fazer uma reunião (para poucas pessoas) e gostariam de ter determinados produtos (que vão desde bebidas até camisinhas). A empresa especializada, então, envia um número que satisfaça todos os convidados e (a melhor parte) envia um produto de cada marca escolhida para cada convidado, de brinde.

Um bom exemplo é uma confraternização  que aconteceu em 29 de janeiro, em Illinois, uma cidade a pouco mais de 20 quilômetros do centro de Chicago. A anfitriã Melanie Lindsey, de 28 anos, encorajava as suas convidadas a beber vinho branco Moscatel, experimentar biscoitos cobertos de chocolate, doces e a apreciar os brindes da festa: vários lubrificantes e preservativos Durex.

Entendeu a ideia? É genial! É muito barato para as marcas, passa uma imagem pra lá de positiva e gera o famoso boca a boca. Isso sem contar a prospecção dos novos clientes, que, após irem a essas reuniões, podem se tornar consumidores fieis da marca.

Esse tipo de serviço está em alta (pelo menos nos Estados Unidos. Aqui, por enquanto, nem tanto…). A House Party afirma que de 2007 para 2008 seu número de clientes dobrou. O mesmo em 2009. Alguns dos clientes da lista são Anheuser-Busch InBev, Mc Donalds, Sony, Mattel, etc. Isso sem contar a lista com 900 mil possíveis anfitriões. Essas empresas pagam, em média, 250 mil dólares para 2 mil festas à House Partyl, que usa critérios como etnia e idade para selecionar os anfitriões.

Essa é uma das melhores maneiras para as empresas de bens de consumo entrarem em contato com o consumidor. É quase pessoal.

Eu realmente espero que isso vire moda aqui no Brasil também. A Johnnie Walker fez algo bem parecido por aqui: a marca pedia para internautas cadastrarem eventos no site, e levava (só para alguns sortudos) os produtos da marca para uma festa entre amigos. Gerou (ainda mais) empatia pra marca.

Já pensou, fazer uma festa só pra poucos amigos com bebidas, doces e etc. de graça? Ótima ideia (falo isso tanto como publicitária quanto consumidora ;D).

Vi aqui e aqui.

Anúncios
Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: