Ela, publicitária

Archive for the ‘Imagens e Fotografias’ Category

Localizado na Coréia do Sul, Trick Eyes é um museu bem diferente: ele funciona na base da ilusão de ótica. Obras famosas foram transformadas em imagens tridimensionais, o que permite uma interação bem legal entre os visitantes e as pinturas.

Quem disse que aprender arte tem que ser uma coisa chata e monótona? Muito pelo contrário :)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Patricia Póvoa criou uma série de ilustrações minimalistas com cabelos e penteados que acabaram virando a “marca registrada” de seus donos.
São cortes e penteados que deveriam ter Copyright.

E aí, conseguem lembrar de mais algum?

Curtiu esse post? Então acompanhe também a página do Ela, Publicitária no Facebook ;)

Coffee?

Posted on: 17/05/2012

Uma coisa é certa: quem trabalha na área de comunicação não fica acordado sem café. Afinal, que publicitário não vê o café como elixir da vida? Quem é que consegue sequer pensar em falar “bom dia” antes de tomar a primeira xícara?

É um vício. Quentinho e delicioso.

Separei alguns posters que falam sobre essa maravilha.

A dupla de grafiteiros paulistanos Leonardo Delafuente e Anderson Augusto (conhecida por 6emeia) mostra que com muita inspiração e criatividade, tudo pode virar arte. Até mesmo os bueiros de São Paulo.

Há mais de 6 anos, a dupla faz intervenções urbanas, transformando bueiros e bocas de lobo em telas ao ar livre. O projeto começou no bairro da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, com o objetivo de transformar a Rua do Bosque. Foi então que eles perceberam que o desafio podia ter igual impacto se eles se dedicassem a pintar somente os bueiros. Afinal, estavam dando outro olhar àquele buraco que recebe todos os detritos da cidade.

Os moradores da rua aprovaram, e hoje as obras da dupla podem ser encontradas em diversos pontos de SP: Bom Retiro, Santa Cecília, Higienópolis, Pacaembu e Campo Limpo.

Para ver mais obras da dupla, entrem no site. Eles poderiam vir fazer isso aqui em Santo André também, né? ;)

(vi aqui).

Meio impossível de descrever o trabalho da artista Cecilia Webber. Pensei em chamar só de imagens, mas não é justo. Também não é só fotografia. São coloridas e maravilhosas, mostrando a beleza do corpo-humano.

Como a própria Cecelia diz em seu site:

“Por que somos levados a sentir tanta vergonha do corpo humano na cultura ocidental e no resto do mundo? Não é o corpo maravilhoso, coisa linda, que merece nada menos do que a ser comemorado?”

(vi aqui).

Existem várias maneiras diferentes para destacar um anúncio da centena de outros que existem por aí. Uma delas é fazer uma campanha mais leve, com um conceito mais bem humorado. Isso chama a atenção do público e pode fixar mais facilmente a imagem da marca na mente do consumidor.

Lembrando que, acim de tudo, criatividade é extremamente importante. Além disso, é preciso tomar cuidado com alguns detalher na hora de escolher um conceito mais engraçadinho, como o perfil da marca/produto.

Alguns exemplos de campanhas bem-humaradas:

KayaKing Jumbo Peanut: Choking

Wolf Hot Sauce: Hand dryer

McDonald’s: The Real Milkshake

Fresh Step: Cross-legged cats (amei esse!!)

Lion – Zoo Safari

(vi aqui).

Um dos tipos de campanha que mais mexe comigo são as que envolvem a proteção dos animais (acho que já falei disso nesse post, né? rs). Se tem uma coisa que eu não suporto é ver animais sendo maltratados…mas enfim, não vou entrar nesse assunto, vai ocupar muito tempo de vocês rsrs :)

Essa primeira campanha é da Ação Animal em parceria com a IPDA. O objetivo é mostrar que animais não pertencem ao circo. Eu concordo. Nem cachorros, nem gatos, nem peixes, nem nada. Porque eu duvido que tenha algum circo com animais que pense no bem estar deles. Se existe uma porrada de pet-shops por aí que batem nos cachorros, imagina no circo!

“Animals are not clowns” (animais não são palhaços):

Essa campanha veio do Ads of  the World. É um projeto da Cookies para a LAV.

“The show mustn’t go on – support animal-free circuses” (o show não deve continuar – apoie circos sem animais):

E essa última foi feita pela Gaia. A campanha foi divulgada na Bélgica, e mostra o tipo de coisa que acontecem com os animais. Foram criadas diversas situações em locais públicos em que uma pessoa precisaria “torturar” um ganso, através de sacos plásticos, elevador, tiro ao alvo…

Diga NÃO ao maltrato dos animais!

(vi aqui).